Fitogeografia e análise integrada da paisagem em afloramentos rochosos no semiárido paraibano

Thaís Mara Souza Pereira, José Adailton Lima Silva, Débora Coelho Moura

Resumo


Os estudos sobre a dinâmica dos ecossistemas consistem em ferramenta importante para a conservação e preservação dessas áreas. Entre as diferentes paisagens naturais do Nordeste Brasileiro, estão os afloramentos rochosos. Dessa forma, são necessários estudos biogeográficos que objetivem compreender a relação entre fatores climáticos e fisiográficos que influam no crescimento e desenvolvimento das plantas nestes ambientes. Assim, neste estudo objetivou-se realizar uma análise geoambiental e fitogeográfica em afloramentos rochosos existentes no município de Esperança-PB. As observações e anotações foram feitas através das visitas in loco nas áreas e na análise bibliográfica das relações existentes entre as características fisiográficas. Foram realizadas inspeções às áreas, identificadas as espécies, e por fim, realizada uma análise fitogeográfica. Os resultados apontam para a existência de uma dinâmica fitoecológica dos afloramentos, uma vez que em função das particularidades do ambiente, as espécies desenvolveram características adaptativas, a serem estabelecidas em ambientes com alto grau de deficiência hídrica, escoamento superficial, saturação do solo, intemperismo e alta amplitude térmica. Conclui-se também que existem espécies rochosas típicas de ambientes de altitude. Concluiu-se que manchas de vegetação de afloramentos rochosos são testemunhos da flora circundante e que sua preservação é de suma importância.

Palavras-chave


Flora rupestre; florística; biodiversidade; Caatinga

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


AB’SABER. A.N. Megageomorfologia do Território Brasileiro. 2010. Anais. In Geomorfologia do Brasil/ Sandra Baptista da Cunha, Antônio José Teixeira Guerra (organizadores). -6ª ed.- Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

AB’SABER. A.N. Os Domínios de natureza do Brasil: potencialidades paisagísticas. 1ª edição. São Paulo. Ateliê, 2003.

ALMEIDA, A. FELIX, W. J. P.; ANDRADE, L. A. de; FELIX, L. P. A família Orchidaceae em inselbergues da Paraíba, Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, supl. 2, p. 753-755, jul. 2007.

ARAÚJO, E. L. FERRAZ, E. M. N. Processos ecológicos mantenedores a diversidade vegetal na caatinga: estado atual do conhecimento. In: Sales, V. C. (Org). Ecossistemas brasileiros: manejo e conservação. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2003. p. 115-128.

ARAÚJO. H, M; MENDONÇA. S, M, O. Feições morfológicas resultantes da geotectônica regional em Sergipe: Domos de Itabaiana e Simão Dias. Anais. In.: II Congresso sobre planejamento e gestão das zonas costeiras dos países de expressão portuguesa, IX Congresso da associação brasileira de estudos do Quaternário e II Congresso do Quaternário dos países de língua ibéricas.

BARTHLOTT, W.; GRÖGER, A.; POREMBSKI, S. (1993). Some remarks on the vegetation of tropical Inselbergs: diversity and ecological differentiation. Revista Biogéographica, 69:105-124.

BURKE, A. Island-matrix relationships inNama Karoo inselbergs lanscapes. Part I: Do inselbergs provide a refuge for matrix species? PlantEcology, Perth, V.160, p.79-90, 2002.

CNIP- Centro Nordestino de informações sobre plantas da Associação de plantas do Nordeste. Disponível em: < http://www.cnip.org.br/>. Acesso em: Acesso em 15 de Abril de 2016.

CORRÊA, A. C. de B.; TAVARES, B. de A. C.; MONTEIRO, K. de A.; CAVALCANTI, L. C. de S.; LIRA, D. R. de. Megageomorfologia e Morfoestrutura do Planalto da Borborema. Revista do Instituto Geológico, São Paulo, 31 (1/2), 35-52, 2010.

COSTA, R. M. T.; BARBOSA M. R. de V. Diversidade da Flora em um afloramento rochoso no Cariri Paraibano. X Congresso de Ecologia do Brasil, Setembro, São Lourenço-MG, 2011.

CPRM - Serviço Geológico do Brasil. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. Diagnóstico do município de Esperança, Estado da Paraíba/ Org.: MASCARENHAS, J. de C.; BELTRÃO, B. A.; SOUZA JUNIOR, L. C. de; Morais, F. de; MENDES, V. A.; MIRANDA, J. L. F. de. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005.

DANTAS. T, V, P. Parque Nacional Serra de Itabaiana: caracterização, estrutura e conservação da vegetação. Dissertação de Mestrado. 2008. Núcleo de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente. UFS, São Cristóvão – SE. 2008.

GIULLIETE, A. M.; CONCEIÇÃO, M. J. N.; QUEIROZ, L. P. Diversidade e caracterização das fanerógamas o Semiárido brasileiro. Recife: Associação Plantas do Nordeste, 2006.

GUERRA, A. J.T.; SILVA, A. S. da; BOTELHO, R. G. M. Erosão e Conservação de Solos. – 4ªed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009 – 340p.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Disponível em:< http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=250600>. Acesso em: 19 de fevereiro de 2016.

JATOBÁ, L; LINS, R. C. Introdução à geomorfologia. 1952. 5ª edição revista e ampliada – Recife: Bagaço, 2008

KLUGE, M.; BRULFERT, J. Ecophysiology of Vascular Plants on Inselbergs. In: POREMBSKY, S.; BARTHLOTT, W. (eds.). Inselbergs: Biotic diversity of rock outcrops in tropical and temperate regions. Berlim: Springer-Verlag, 2000. p.43-176.

MENDES, J. C. T. Caracterização fitogeográfica como subsídio para a recuperação e a conservação da vegetação na bacia do Rio Corumbataí-SP. Dissertação de Mestrado. 2004. João Carlos Teixeira Mendes. – Piracicaba, 2004.

MORI, S. A.; SILVA, L. A. M.; CORADIN, L. Manual de Manejo do Herbário Fanerogâmico. 2o ed. Ilhéus: CEPLAC. 1989. 104p.

OLIVEIRA, D. G. de; PRATA, A. P.; FERREIRA, R. A. Herbáceas da Caatinga: composição florística, fitossociologia e estratégias de sobrevivência em uma comunidade vegetal. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife, v.8, n.4, p.623-633, 2013.

OLIVEIRA, R.B.; GODOY, S.A.P. (2007). Composição florística dos afloramentos rochosos do Morro do Forno, Altinópolis, São Paulo. Biota Neotropica, 7(2):37-47.

PASSOS, E; BIGARELLA, J. J. Superfícies de Erosão. 2010. In Geomorfologia do Brasil/ Sandra B. da Cunha, Antônio José Teixeira Guerra (organizadores). -6ª ed.- RJ: Bertrand Brasil, 2010.

PITREZ, S.R. Florística, Fitossociologia e Citogenética de Angiospermas ocorrentes em inselbergues. Tese de doutorado, 2006. Universidade Federal da Paraíba, Areia. 111 pp.

POREMBSKI, S. Tropical inselbergs: habitat types, adaptive strategies and diversity patterns. Revista Brasil. Bot., V.30, n.4, p.579-586, out.-dez. 2007.

POREMBSKY, S.; BARTHLOTT, W. Inselbergs: biotic diversity of isoleted rock outcrops in tropical and temperate regions. Berlim: Springer-Verlag. 2000.

PORTO, P. A. F.; ALMEIDA, A.; PESSOA, W. J.; TROVÃO, D.; FELIX, L. P. Composição Florística de um Inselbergue no Agreste Paraibano, Município de Esperança, Nordeste Do Brasil. Caatinga (Mossoró, Brasil), v.21, n.2, p.214-, abril/junho de 2008.

REFLORA- Plantas do Brasil: Resgate histórico e herbário Virtual para o conhecimento e conservação da Flora Brasileira. Disponível em: < http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/herbarioVirtual/ConsultaPublicoHVUC/ConsultaPublicoHVUC.do>. Acesso em 15 de Abril de 2016.

RIZZINI, C.T. 1997. Tratado de Fitogeografia do Brasil. Âmbito Cultural Edições ltda. 1997.

RODAL, M. J. N.; MARTINS, F. R.; SAMPAIO, E. V. de S. B. Levantamento Quantitativo das plantas lenhosas em trechos de vegetação de Caatinga em Pernambuco. Caatinga (Mossoró, Brasil), v.21, n.3, p.192-205, julho/setembro 2008.

SALES-RODRIGUES, J.; BRASILEIRO, J. C. B.; MELO, J. I. M. de. Flora de um Inselberg na Mesorregião Agreste do Estado da Paraíba-Brasil. Polibotânica, Núm. 37, pp. 47-61, México, 2014.

SANTOS, L. G. R; GRIFFO, C. L.S; SILVA, A. G. Estrutura da vegetação arbustivo-herbácea de um afloramento rochoso da ilha de Vitória, Espírito Santo, sudeste do Brasil. Natureza online 8 (1): 14-23, 2010.

SANTOS, M. F. SERAFIM, H.; SANO, P. T. Fisionomia e composição da vegetação Florestal na Serra do Cipó, MG, Brasil. Acta botânica brasileira. 25(4): 793-814. 2011.

SOUSA, D. F. de. Composição florística de um inselbergues na mesorregião do sertão paraibano, Nordeste do Brasil. 2014. Monografia. Danilo Freitas de Sousa-Patos, 2014.

SZARZYNSKI, J. 2000. Xeric Island: Evironmental Conditions on Inselbergs. Anais. In: POREMBSKI, S. & BARTHLOOT, W. (eds.). Inselbergs: biot diversity of isolate rock outcrops in Tropical and emperature regions. Berlim: Ecological Studies 146, 37-47.

VIANA, P. L.; LOMBARDI, J. A. Florística e Caracterização dos Campos rupestres sobre Canga na Serra da Calçada, Minas Gerais. Brasil. Rodriguesia, p. 159-177. 2007.

W3 Tropicos, 2010. “Tropicos Home - Missouri Botanical Garden”. Disponível em http: . Acesso em 15 de Abril de 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Thaís Mara Souza Pereira, José Adailton Lima Silva, Débora Coelho Moura

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn