Variação temporal e sazonal do estado trófico do rio Maracaípe, litoral sul do estado de Pernambuco

João Carlos Morais de Araújo Júnior

Resumo


A influência de fatores naturais e principalmente antrópicos ocasionam modificações no ambiente aquático. Dentre os impactos observados o mais comum é a elevação da concentração de nutrientes na coluna d’água e consequentemente a aceleração do processo de eutrofização dos corpos hídricos. Nesse contexto, o rio Maracaípe é frequentemente impactado pela liberação de efluentes domésticos e agroindustriais em sua proximidade. Desse modo, o presente estudo teve como objetivo a análise sazonal e temporal do estado trófico deste corpo hídrico. Foram utilizados os dados do parâmetro fósforo total e clorofila-a obtidos no programa de monitoramento da qualidade da água nas bacias hidrográficas do estado de Pernambuco da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), compreendendo os períodos de 2006 a 2018. Os resultados indicam que, na maioria dos anos monitorados, o estado trófico das águas do rio Maracaípe possuem características mesotróficas. Contudo, altas concentrações de nutrientes foram encontradas para os anos de 2010, 2011, 2014 e 2017 indicando variação entre os estados eutrófico a hipereutrófico. Foi observado também que a variação sazonal influencia significativamente o comportamento do fósforo total,  clorofila-a e o índice do estado trófico, sendo encontrados as maiores concentrações para o período chuvoso. Este comportamento sugere a intensidade das atividades antrópicas ao longo do rio e o aumento do escoamento superficial da água para o corpo hídrico.


Palavras-chave


Eutrofização, Índice do estado trófico, Recurso hídrico, Variação sazonal.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Aguiar, C. P. O., Peleja. J. R. P., Sousa, K. N. S. (2014). Qualidade da água em microbacias hidrográficas com agricultura nos municípios de Santarém e Belterra, Pará. Revista Árvore, 38(6), 983-992. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622014000600003

Almeida Jr., Olivo, M. A., Araújo, E. L., Zickel, C. S. (2009). Caracterização da vegetação de restinga da RPPN de Maracaípe, PE, Brasil, com base na fisionomia, flora, nutrientes do solo e lençol freático. Acta Botanica Brasilica, 23(1), 36-48. https://doi.org/10.1590/S0102-33062009000100005

Alves, I. C. C., El-Robrini, M., Santos, M. L. S., Monteiro, S. M., Barbosa, L. P. F., Guimaraes, J. T. F. (2012). Qualidade das águas superficiais e avaliação do estado trófico do Rio Arari (Ilha de Marajó, norte do Brasil). Acta Amazonica (online), 42, 115-124. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672012000100014

Angelini, R., Bini, L. M., Starling, F. L. R. M. (2008). Efeitos de diferentes intervenções no processo de eutrofização do lago Paranoá (Brasília – DF). Oecol. Bras., 12 (3), 564-571.

APHA - American Public Health Association. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. (2017). Water Environment Federation. 23 th Edition.

Araújo Júnior, J. C. M. (2020). Impactos da presença humana no ecossistema do Riacho Doce, litoral norte do estado de Pernambuco. Educação Ambiental (Brasil), 1(2), 51–63. http://doi.org/10.5281/zenodo.3969190

Beghelli, F.G. S., Carvalho, M. E. K., Peche Filho, A., Machado, F.H., Moschini-Carlos V., Pompêo, M.L.M., Ribeiro, A.I., Medeiros, G.A. (2015). Uso do índice de estado trófico e análise rápida da comunidade de macroinvertebrados como indicadores da qualidade ambiental das águas na Bacia do Rio Jundiaí-Mirim – SP – BR. Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology, 19(1), 13-22.

Botelho, R. G., Rossi, M. L., Maranho, L. A., Olinda, R. A., Tornisielo, V. L. (2013). Evaluation of surface water quality using an ecotoxicological approach: a case study of the Piracicaba River (São Paulo, Brazil). Environmental Science Pollution Research, 20(7), 4382-4395. https://doi.org/10.1007/s11356-013-1613-1

Braga, B., Porto, M., Tucci, C. E. M. (2006). Monitoramento de quantidade e qualidade das águas. In: Rebouças, A. C.; Braga, B. & Tundisi, J. G. (Org.). Águas Doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 3a ed. São Paulo: Escrituras, 145 – 160.

Brasil - Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. (2006). Vigilância e controle da qualidade da água para consumo humano. Brasília : Ministério da Saúde.

Carlson, R. E. (1977). A trophic state index for lakes. Limnology and Oceanography, 22(2), 261–269.

CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. (2015). Qualidade de água. Disponível em: < http://aguasinteriores.cetesb.sp.gov.br/wp-content/uploads/sites/32/2013/11/04.pdf >. Acesso em: junho/2020. 2020.

CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (2009). Relatório de Qualidade das Águas Interiores do Estado de São Paulo. São Paulo, SP, Brasil.

Costa, K. A. (2018). Avaliação da qualidade da água do rio verde, Ponta Grossa, PR, através de análise multivariada e aplicação de índices de qualidade. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual de Ponta Grossa, PR, Brasil.

CPRH – Companhia Pernambucana do Meio Ambiente. (2003) Diagnóstico Socioambiental do Litoral Sul de Pernambuco. Recife: CPRH/GERCO, 87 p.

CPRH - Companhia Pernambucana do Meio Ambiente. Relatório bacias hidrográficas. (2018). Disponível em: < http://www.cprh.pe.gov.br/Controle_Ambiental/monitoramento/qualidade_da_agua/bacias_hidrograficas/relatorio_bacias_hidrograficas/41786%3B63044%3B4803010202%3B0%3B0.asp >. Acesso em 26 de abril de 2020.

Ding, J., Jiang,Y., Fu, L., Peng, Q., Kang, M. (2015). Impacts of land use on surface water quality in a subtropical river basin: a case study of the Dongjiang River basin, southeastern China. Water, 7(8), 4427–4445. https://doi.org/10.3390/w7084427

Esteves, F. (1998). Fundamentos da liminologia. Rio de Janeiro. Interciência. 574 p.

Horbe, A. M. C., Gomes, I. L. F., Miranda, S. F., Smith, M. S. R. (2005). Contribution to the hydrochemistry of drainages in the municipality of Manaus-AM. Acta Amazonica, 35(2), 119 – 124. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672005000200002

Jarvie, H. P., Neal, C., Withers, P. J. A. (2005). Sewage-effluent phosphorus: a greater risk to river eutrophication than agricultural phosphorus?. Science of the Total Environment, 360(1-3), 246-253. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2005.08.038

Kuroda, E. K., Santos, A. C. A., Queiroz, L. A., Calijuri, M. C., Bernardo, L. D. (2010). Determinação de clorofila pelo método espectrofotométrico visando o monitoramento da eficiência do tratamento de águas para abastecimento. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 23.Campo Grande. Anais, ABES. Campo Grande.

Lamparelli, M. C. (2004). Grau de trofia em corpos d'água do Estado de São Paulo: Avaliação dos métodos de monitoramento. Tese de doutorado, Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Lopes, O. F., Rocha, F. A., de Sousa, L. F., da Silva, D. M. L., Amorim, A. F., Gomes, R. L., … de Jesus, R. M. (2019). Influence of land use on trophic state indexes in northeast Brazilian river basins. Environmental Monitoring and Assessment, 191(2). https://doi.org/10.1007/s10661-019-7188-7

Lundberg, C. (2013). Eutrophication, risk management and sustainability: the perceptions of different stakeholders in the northern Baltic Sea. Marine Pollution Bulletin, 66(1–2), 143–150. https://doi.org/10.1016/j.marpolbul.2012.09.031

Macedo, R. J. A., Manso, V. A. V., Pereira, N. S., Franca, L. G. (2012). Transporte de Sedimentos e Variação da Linha de Costa em Curto Prazo na Praia de Maracaípe (PE), Brasil. RGCI (online), 12(3), 343-355.

Maia, A. A. D., Carvalho, S. L., Carvalho, F. T. (2015). Comparação de dois índices de determinação do grau de trofia nas águas do baixo Rio São José dos Dourados, São Paulo, Brasil. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, 20(4), 613-622. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-41522015020040121258

Quinton, J. N., Catt, J. A., Hess, T. M. (2005). The selective removal of phosphorus from soil: Is event size important? Journal of Environmental Quality, 30(2), 538-545. https://doi.org/10.2134/jeq2001.302538x

Santos, I. O., G., MARIANO. (2017). Sistema de informação geográfica e caracterização fisiográfica automática da bacia hidrográfica do rio Tatuoca. Revista Brasileira de Geografia Física, 10(3), 866-879. http://dx.doi.org/10.5935/1984-2295.20170056

Silveira, R.B. (2005). Dinâmica populacional do cavalo-marinho Hippocampus Reidi no manguezal de Maracaípe, Ipojuca, Pernambuco, Brasil. Tese de doutorado. Pontífica Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, Brasil.

Smith, V. H., Schindler, D. W. (2009). Eutrophication science: where do we go from here? Trends in Ecology and Evolution, 24(4), 201-207. https://doi.org/10.1016/j.tree.2008.11.009

Soares, R. D. B., Cruz, R. W. L., Silva, C. E. (2019). A influência da precipitação na variabilidade da qualidade da água do rio Parnaíba. Brazilian Journal of Development, 5(1), 16645-16674. https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-204

Sousa, B. L. M., Peleja, J. R. P., Sousa, B. L. M., Goch, Y. G. F., Ribeiro, J. S., Pereira, B. S., Lima. F. C. C., Lemos, E. J. S. (2018). Índice de Estado Trófico de Lagos de Águas Claras Associados ao Baixo Rio Tapajós, Amazônia, Brasil. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, 9(7), 76-89. http://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2018.007.0008

Souza, S. N. (2009). Aplicação da técnica de análise multivariada para avaliação de redes de monitoramento de qualidade da água. Tese de doutorado, Universidade Federal de Pernambuco, Pernambuco, PE, Brasil.

Toledo Jr., A. P.; Talarico, M., Chinez, S. J., Agudo, E. G. (1983) A aplicação de modelos simplificados para a avaliação de processos de eutrofização em lagos e reservatóriostropicais. In: XII Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária. Anais ... Camboriú, Brasil.

Vila Nova, F. V. P., Torres, M. F. A. (2012). Avaliação ambiental em unidades de conservação: estuário do rio Maracaípe, Ipojuca-PE, Brasil. Revista de Geografia, 29(1), 199-224.

Wetzel, R. G. (1993). Limnologia (2a ed). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.


Apontamentos



Direitos autorais 2021 João Carlos Morais de Araújo Júnior

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn