Caracterização de efluentes de piscicultura de peixes Betta splendens visando o reúso

Isabela Salgado Vargas, Renata de Oliveira Pereira

Resumo


Atualmente há escassez de informação acerca da qualidade do efluente de piscicultura para a espécie de peixes Betta splendens. Portanto, este trabalho objetiva minimizar tal lacuna do conhecimento, caracterizando seu efluente com vista ao reúso da água na própria produção do peixe. Para tal, realizaram-se quatro coletas, durante os anos de 2019 e 2020, em três estágios de vida do peixe, na piscicultura localizada no município de Patrocínio do Muriaé, Minas Gerais. Promoveram-se análises físico-químicos de qualidade da água comparando-as com a legislação e com a qualidade da água requerida para piscicultura. Os parâmetros de temperatura, nitrato e pH encontraram-se dentro do recomendado para produção. Verificaram-se variações significativas nos parâmetros físico-químicos entre os diferentes tanques analisados e a possibilidade de reúso da água nos tanques P (alevinos) e M (peixes médios) para a própria produção piscicultora. Pode-se verificar que o efluente do tanque P pode ser reutilizado sem tratamento para o tanque M e o efluente do tanque M pode ser reutilizado para o tanque de peixes adultos (tanque G) após tratamento a fim de reduzir os valores de turbidez, sólidos suspensos, matéria orgânica, nitrogênio e algas. O tanque G apresenta vários parâmetros em não conformidade com as recomendações para produção piscicultora, sendo assim, recomenda-se seu lançamento ao corpo hídrico, visto que está em conformidade com a resolução CONAMA 430.


Palavras-chave


águas residuárias; legislação; qualidade da água; parâmetros físico-químicos; peixe de briga siamês

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1987a). NBR 9897: Planejamento de amostragem de efluentes Iiquidos e corpos receptores. Rio de Janeiro. 14p.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1987b). NBR 9898: Preservação e técnicas de amostragem de efluentes líquidos e corpos receptores. Rio de Janeiro. 22p.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1997). NBR 13969: Tanques sépticos - Unidades de tratamento complementar e disposição final dos efluentes líquidos - Projeto, construção e operação. Rio de Janeiro. 60p.

Alves, M. M. (2015). Uso da semente de Moringa oleifera no tratamento físico-químico de água residuária de piscicultura. Monografia, Engenharia Ambiental, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, PR, 67p., Brasil.

Alves, L. S., Martins, L. A., Jesus, L. B. (2019). Avaliação da qualidade da água na bacia do rio Camarajipe (Salvador – Brasil): diagnóstico dos parâmetros físico-químicos, microbiológicos e determinação do IQA. Revista Brasileira de Meio Ambiente, 6(1), 71-80.

ANA - Agência Nacional de Águas (2019). Estudo da ANA aponta perspectiva de aumento do uso de água no Brasil até 2030. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 09/03/2020.

APHA. (2017). Standard Methods for Examination of Water and Wastewater (23a ed.). Washington, DC, EUA: APHA/AWWA/WEF - American Public Health Association; American Water Works Association And Water Environment Federation.ed LCM Pharmabooks. 1493 p.

Babu, P. M., Sankar, G. J., & Sreenivasulu, V. (2013). Impacts of aquaculture on water resources utilization and land resources of Krishna district using with Remote Sensing and GIS techniques. International Journal of Engineering Trends and Technology (IJETT), 4(7), 3201-3206.

Bonmati, A., & Flotats, X. (2003). Air stripping of ammonia from pig slurry: characterisation and feasibility as a pre- or post- treatment to mesophilic anaerobic digestion. Waste management, 23, 261-272.

Boyd, C. E., & Tucker, C. S. (1998). Pond Aquaculture water quality management. Boston: Kluwer Academic Publishers. 700p.

BRASIL. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 31 de ago. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6938.htm >. Acessado em junho/2020. 1981.

BRASIL. Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997, que institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Diário Oficial da União, 08 de jan. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9433.htm >. Acessado em março/2020. 1997.

BRASIL. Resolução nº 357, de 17 de março de 2005, que dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 18 de mar. Disponível em: < http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=459 >. Acessado em março/2020. 2005.

BRASIL. Resolução nº 54, de 28 de novembro de 2005, que estabelece modalidades, diretrizes e critérios gerais para a prática de reúso direto não potável de água, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 09 de mar. Disponível em: < http://www.ceivap.org.br/ligislacao/Resolucoes-CNRH/Resolucao-CNRH%2054.pdf >. Acessado em março/2020. 2006.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 413 de 26 de julho de 2009, que dispõe sobre o licenciamento ambiental da aquicultura, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 26 de jul. Disponível em: < http://www.icmbio.gov.br/cepsul/images/stories/legislacao/Resolucao/2009/RES_CONAMA_N413_2009.pdf >. Acessado em março/2020. 2009.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 430 de 13 de maio de 2011, que dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução nº 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Diário Oficial da União, 16 de maio. Disponível em: < http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=646 >. Acessado em março/2020. 2011.

Cardoso, R. S., Lana, A. M. Q., Teixeira, E. A., Luz, R. K., & Faria, P. M. C. (2012). Caracterização socioeconômica da aquicultura ornamental na região da Zona da Mata Mineira. Boletim Instituto Pesca, 38(1), 89-96.

CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (2020). Águas Interiores. São Paulo. Disponível em: < https://cetesb.sp.gov.br/aguas-interiores/informacoes-basicas/tpos-de-agua/reuso-de-agua/ >. Acesso em: 17/03/2020.

CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (2018). Fundamentos do controle de poluição das águas. São Paulo: Escola Superior da Cetesb. 220p.

Couto, M. V. S. do, Sousa, N. da C., Abe, H. A., Dias, J. A. R., Meneses, J. O., Paixão, P. E. G, Cunha, F. dos S., Raos, F. M., Maria, A. N., Carneiro, P. C. F., & Fujimoto, R. Y. (2018). Effects of live feed containing Panagrellus redivivus and water depth on growth of Betta splendens larvae. Aquaculture Research, 49(8), 2671-2675.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2018). Brasil é 13º na exportação de peixes ornamentais. Brasil. Disponível em: < https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/37829679/brasil-e-13-na-exportacao-de-peixes-ornamentais>. Acesso em: 03/04/2020.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2016).

Monitoramento de qualidade de água das atividades aquícolas em reservatórios continentais brasileiros. Palmas: Embrapa Pesca e Aquicultura. 72 p.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2014). Monitoramento de qualidade da água (Grandes reservatórios). Embrapa Pesca e Aquicultura. 8p.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2013). Aquicultura: manejo e aproveitamento de efluentes. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente. 39p.

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2006). Recomendações práticas para melhorar a qualidade da água e dos efluentes dos viveiros de aqüicultura. Circular Técnica, p. 14.

FAO - The state of word fisheries and aquaculture (2018). Meeting The Sustainable developmento goals. The State of World Fisheries and Aquaculture 2018. p. 210.

Feiden, I. F., Oliveira, J. D. S., Diemer, O., & Feiden, A. (2015). Qualidade da água, capacidade de suporte e melhor período para criação de peixes em tanques-rede no reservatório de Salto Caxias. Engenharia Sanitária e Ambiental, 20(4), 589-594.

Figur, C., & Reis, J. T. (2017). A influência do uso e cobertura da terra nos parâmetros da qualidade da água na bacia hidrográfica do rio Abaúna, em Getúlio Vargas, RS. Ciência e Natura, 39(2), 352-365.

Forsatkar, M. N., Nematollai, M. A., & Brown, C. (2016). The toxicological effect of Ruta graveolens extract in Siamese fighting fish: a behavioral and histopathological approach. Springer US: Ecotoxicology, 25(4), 824-834.

Forsatkar, M. N., Nematollai, M. A., Amiri, B. M., & Huang, W. B. (2014). Fluoxetine inhibits aggressive behaviour during parental care in male fighting fish (Betta splendens, Regan). Springer US: Ecotoxicology, 23(9), 1794-1802.

FUNASA – Fundação Nacional de Saúde (2013). Manual Prático de Análise de Água (4a ed.). Brasília: Fundação Nacional de Saúde, 150p.

Greaney, N. E., Mannion, K. L., & Dzieweczynski, T. L. (2015). Signaling on Prozac: altered audience effects on male-male interactions after fluoxetine exposure in Siamese fighting fish. Springer Berlin Heidelberg: Behav Ecol Sociobiol, 64(12), 1925-1932.

Guo, J. S., Abbas, A. A., Chen, Y. P., Liu, Z., P., Fang, F., & Chen, P. (2010). Treatment of landfill leachate usng a combined stripping, fenton, SBR, and coagulation process. Journal of Hazardous maerials, 178, 699-705.

Hasar, H. Unsal, S. A., Ipek, U., Karatas, S., Cinar, O, Yaman, C., & Kinaci, C. (2009). Stripping/flocculation/membrane bioreactor/reverse osmosis treatment of municipal landfill leachate. Journal of Hazardous maerials, 171, 309-317.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (2017). Patrocínio do Muriaé. Minas Gerais. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/patrocinio-do-muriae/panorama >. Acesso em: 17/03/2020.

Itauassú, D. R., Santos, G. R. S., Roubach, R., & Pereira-Filho, M. (2004). Desenvolvimento de tambaqui submetido a períodos de privação alimentar. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 39(12), 1199-1203.

Kruskal, W. H., & Wallis, W. A. (1952). Use of ranks in one-criterion variance analysis. Journal of the American Statistical Association, 47, 83–621, errata 48, 907-911.

Kubitza, F. (2016). Sistemas de Recirculação: sistemas fechados com tratamento e reúso de água. Panorama da Aquicultura, 16(95), 15-22.

Liu, X., Li, X. M., Yang, Q., Yue, X., Shen, T. T., Zheng, W., Luo, K., Sun, Y. H., & Zeng, G. M. (2012). Landfill leachate pretretment by cagulation-flocculation process using iron-based coagulants: Optimization by response surface methodology. Chemical Engineering Journal, 200(202), 39-51.

MINAS GERAIS. Deliberação Normativa Conjunta COPAM/CERH-MG nº 01, de 05 de maio de 2008, que dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado de Minas Gerais, 05 de maio. Disponível em: < http://www.siam.mg.gov.br/sla/download.pdf?idNorma=8151>. Acessado em: março/2020. 2008.

MINAS GERAIS. Normativa COPAM nº 217, de 06 de dezembro de 2017 que estabelece critérios para classificação, segundo o porte e potencial poluidor, bem como os critérios locacionais a serem utilizados para definição das modalidades de licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades utilizadores de recursos ambientais no Estado de Minas Gerais e dá outras providências. Diário Oficial do Estado de Minas Gerais, 06 de dez. Disponível em: < http://www.siam.mg.gov.br/sla/download.pdf?idNorma=45558>. Acessado em: março/2020. 2017.

Mezzomo, N., Saggiorato, A. G., Siebert, R., Tatsch, P. O., Lago, M. C., Hemkemeier, M., Costa, J. A. V., Bertolin, T. E., & Colla, L. M. (2010). Cultivation of microalgae Spirulina platensis (Arthrospira platensis) from biological treatment of swine wastewater. Food Science and Technology, 30(1), 173-178.

Naime, R. (2014). Tratamentos de água. Disponível em: < https://www.ecodebate.com.br/2014/08/19/tratamentos-de-agua-artigo-de-roberto-naime/>. Acesso em: 21/05/2020.

Nogueira, S. M. S., Souza Júnior, J., Maia, H. D., Saboya, P. S., & Farias, W. R. L. (2018). Use os Spirulina platensis in treatment of fish farming wastewater. Revista Ciência Agronômica, 49(4), 599-606.

Nozaki, C. T., Marcondes, M. A., Lopes, F. A., Santos, K. F., & Larizzatti, P. S. C. (2014). Comportamento

temporal de oxigênio dissolvido e pH nos rios e córregos urbanos. Atas de Saúde Ambiental – ASA, 2(1), 29-44.

Nugroho, R. A., Manurung, H., Saraswati, D., Ladyescha, D., & Nur, F. M. (2016). The Effects of Terminalia catappa L. Leaves Extract on the Water Quality Properties, Survival and Blood Profile of Ornamental fish (Betta sp) Cultured. Journal of Biology & Biology Education: Biosaintifika, 8(2), 240-247.

Oliveira, C. S. P., Silva, J. C., Tavares, J. L. (2020). Análise de qualidade da água e percepção ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Pitimbu (BHRP). Revista Brasileira de Meio Ambiente, 8(3), 13-26.

Panosso, R., Costa, I. A. S., de Souza, N. R., Attayde, J. L., Cunha, S. R. S., & Gomes, F. C. F. (2007). Cianobactérias e cianotoxinas em reservatórios do estado do Rio Grande do Norte e o potencial controle das florações pela tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Oecologia Brasilienses, 11 (3), 433-449.

Pattanasiri, T., Taparhudee, W., & Suppakul, P. (2017). Anaesthetic efficacy of clove oil-coated LDPE bag on improving water quality and survival in the Siamese fighting fish, Betta splendens, during transportation. Aquaculture International, 25, 197-209.

Pearson, K. (1900). On the criterion, that a given system of deviations from the probable in the case of a correlated system of variables is such that it can be reasonably supposed to have arisen from random sampling. Philosophical Magazine Series 5, 50, 157-175.

PeixeBR. (2019). Anuário PeixeBR da Piscicultura 2019. Texto Comunicação Corporativa. p. 148.

Pilarski, F., Tomazelli Júnior, O., Casaca, J. M., Garcia, F. R. M., Tomazelli, I. B., & Santos, I. R. (2004). Consórcio suíno-peixe: aspectos ambientais e qualidade do pescado. Revista Brasileira de Zootecnia, 33(2), 267-276.

Queiroz, J. F. de Boeira, R. C., & Silveira, M. P. (2004). Coleta e preparação de amostras de sedimentos de viveiros de aquicultura. Comunicado Técnico, p. 5.

Reynolds, C. (2006). Ecology of Phytoplankton. Cambridge: Cambridge University Press, 535 p.

Ribeiro, A. R., Santos, A. G., Neto, A. R. P., Oliveira, D. F. (2018). Estudo diagnóstico de parâmetros físico-químicos e microbiológicos de águas subterrâneas em áreas distritais do município de Catu, recôncavo da Bahia. Exatas Online, 9, 25-38.

Rodrigues, L. L. R. (2008). Biodiversidade das cianobactérias e algas das represas Billings (Braço Taquacetuba) e Guarapiranga, SP, Brasil. Dissertação de Mestrado, Ciências na Área de Botânica, de Biociências da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 205p., Brasil.

Rosa, R., Becker, V., Ferreira, T. F., Cardoso, L. S., & Rocha, C. M. (2011, setembro). Controle de florações de cianobactérias através do uso de uma argila ionicamente modificada para restauração de sistemas aquáticos rasos subtropicais. Anais do 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Porto Alegre, RS, Brasil, 12.

SABESP. (1999). Norma Técnica Interna SABESP NTS 013: sólidos. Norma Técnica. p. 12.

Saekhow, S., Thongprajukaew, K., Phromkunthong, W., & Sae-khoo, H. (2018). Minimal water volume for intensively producing male Siamese fighting fish (Betta splendens Regan, 1910). Fish Physiol Biochem, 44, 1075-1085.

Santos, D. M., Santos, E. L., Souza, A. P. L. de Temoteo, M. C., Cavalcanti, M. C. A., Silva, F. C. B., & Pontes, E. C. (2013). Uso de extrato aquoso da folha desidratada de amendoeira (Terminalia catappa) no cultivo de Betta splendens. Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia, 7(4), 15p.

Santos, E. L., Lira, R. C., Souza, C. A., Santos, I. V. V. S., Silva, F. C. B., & Albuquerque, I. C. M. (2014). Desempenho de Betta splendens Associados a Diferentes Frequências Alimentares. Revista Científica de Produção Animal, 16(1), 10-16.

Silva, A. D. R., Santos, R. B., Bruno, A. M. S. S., & Soares, E. C. (2013). Cultivo de tambaqui em canais de abastecimento sob diferentes densidades de peixes. Acta Amazônia, 43(4), 517-524.

Souza, T. G. L., Matsumoto, T., & Ortiz, I. A. S. (2015). Utilização de um floco-decantador de manta de lodo para tratamento de efluentes de piscicultura em tanque. Interciência, 40(9), 626-633.

Sperling, M. (2018). Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos (4a ed.). Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental. 472p.

Statsoft. Statistica (data analysis software system), versão 8.0. 2007.

Spearman, C. (1904). The proof and measurement of association between two things. The American Journal of Psychology, 15(1), 72–101.

Taylor, J. C. Harding, W. R., & Archibald, C. G. M. (2007). An Illustrated Guide to Some Common Diatom Species from South Africa, WRC Report TT. 225p.

Thongprajukaew, K., Kovitvadhi, U., Kovitvadhi, S., Somsueb, P., & Rungruangsak-Torrissen, K. (2011). Effects of different modified diets on growth, digestive enzyme activities and muscle compositions in juvenile Siamese fighting fish (Betta splendens Regan, 1910). Aquicultura, 322(323), 1-9.

Torres, I. A., Silva, T. M. F., Rodrigues, L. S., Silva, I. J., Costa, T. A., Soto-Blanco, B., & Melo, M. M. (2017). Avaliação físico-química de amostras de água, sedimento e mata ciliar de uma piscicultura localizada em área agroindustrial à margem do Ribeirão da Mata (MG). Engenharia Sanitária e Ambiental, 22(4), 773-780.

Zorzin, F. M., Ogata, F. S., Mascarenhas, F. A. N., Orsine, J. V. C., Santanna, L. M., Ricardi, L. M., Assis, M. S., Bittencourt, M. L. S. A., Ramalho, W. M., & Carneiro, F. F. (2011). Análise da qualidade da água do Ribeirão Sobradinho – contaminação ambiental e qualidade de vida, Distrito Federal. Tempus - Actas de Saúde Coletiva, 5(4), 107-118.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Isabela Salgado Vargas, Renata de Oliveira Pereira

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn