A piscicultura como alternativa para diminuir os impactos ambientais da produção de carne bovina

Matheus de Jesus Amorim, Marielce de Cássia Ribeiro Tosta

Resumo


Considerando tendência crescente da demanda e dos gastos dos brasileiros com as proteínas este artigo se propôs a discutir os aspectos relativos à evolução do uso da terra, produtividade e os impactos ambientais da pecuária de corte e da piscicultura. O consumo da carne bovina aumentou muito nos últimos anos, tanto no mercado interno quanto para exportação, no entanto, associado a este se pode ressaltar maior desmatamento; queimadas; crises hídricas; emissão de gases de efeito estufa e a compactação do solo. Além disso, a maioria das fazendas possuem pastagens naturais com alto grau de degradação devida à falta de infraestrutura. De modo a minimizar os efeitos ambientais da pecuária, a piscicultura se desponta como alternativa a demanda proteica da população. No Brasil a atividade vem crescendo em todas as regiões com destaque a região Sul na produção de Tilápia. A piscicultura também apresenta impactos ambientais, como: a proliferação de algas, inserção de espécies invasoras e bactérias patogênicas e eutrofização. No entanto, os seus danos ambientais estão relacionados à qualidade da água e ao mesmo tempo os seus produtores possuem o maior interesse em resolvê-los de modo a possibilitar maior produtividade. O seu maior problema, no entanto, está relacionado à conquista de mercado no país. Desta forma, para estimular seu crescimento e o aumento de seu consumo deve-se trabalhar nas informações nutricionais do produto ao consumidor, bem como: marketing, estratégias de comercialização e acesso a novos mercados, monitoramento, pesquisa e avaliação das oportunidades de desenvolvimento e melhoria do setor do pescado.

Palavras-chave


Meio ambiente; Pecuária; Pesca industrial.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ABC – Agricultura de Baixo Carbono. (2015). Invertendo o sinal de carbono da agropecuária brasileira: Uma estimativa do potencial de mitigação de tecnologias do Plano ABC de 2012 a 2023. Disponível em: http://mediadrawer.gvces.com.br/abc/original/gv-agro_09_em-simples.pdf. Acesso em: 18/04/2020.

ABIEC - Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Bovinas (2019). Beef REPORT: Perfil da Pecuária no Brasil. Disponível em: https://www.beefpoint.com.br/beef-report-per%EF%AC%81l-da-pecuaria-no-brasil/. Acesso em: 13/12/2019.

Américo, J. H. P.; Torres, N. H.; Machado, A. A.; Carvalho, S. L. (2013). Piscicultura em tanques-rede: impactos e consequências na qualidade da água. Revista Científica ANAP Brasil, 6 (7).

Barbieri, E.; Marquez, H. L. A.; Campolim, M. B.; Salvarani, P. I. Avaliação do Impactos ambientais e socioeconômicos da aquicultura na região estuarina-lagunar de Cananéia, São Paulo, Brasil. (2014). Revista de Gestão Costeira Integrada, 14 (3), 385-398.

Barioni, L. G.; Lima, M. A.; Zen, S. D.; Guimarães Júnior, R.; Ferreira, A. C. (2007). A baseline projection of methane emissions by the Brazilian beef sector: preliminar results. In GREENHOUSE GASES AND ANIMAL AGRICULTURE CONFERENCE, 2, 2007.

Bastian-Pinto, C. L.; Ramos, A. P. S.; Ozorio, L. M.; Brandão, L. E. T. (2015). Incerteza e Flexibilidade na Pecuária de Corte Brasileira: o Valor da Opção de Confinamento. BBR-Brazilian Business Review, 12 (6), 102-123.

Brandão, C. S. (2018). Perspectivas do desenvolvimento da piscicultura no Brasil: um enfoque na produção de tilápias nos últimos dez anos. Monografia, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

BRASIL. Resolução CONAMA Nº 001, de 23 de janeiro de 1986. Diário Oficial da União, 17 de fev. Disponível em: < http://www.cprh.pe.gov.br/ARQUIVOS_ANEXO/resolu%C3%A7%C3%A3o%20conama%200186;1505;20100818.pdf >. Acessado em: abril/2020. 1986.

Cardoso, A. S.; El-Deir, S. G.; Cunha, M. C. C. (2016). Bases da sustentabilidade para atividade de piscicultura no semiárido de Pernambuco. Interações (Campo Grande), 17(4), 645-653.

Carvalho, J. G. de. (2010). Agricultura e questão agrária no Brasil–Condicionantes estruturais da concentração fundiária. VI Coloquio de la SEPLA.

Carvalho, T. B. de.; De Zen, S. (2017). A cadeia de Pecuária de Corte no Brasil: evolução e tendências. Revista iPecege, 3 (1), 85-99.

CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (2019). Panorama do Agro. Disponível em: https://www.cnabrasil.org.br/cna/panorama-do-agro. Acesso em:20/04/2020.

Dias, L. L. R.; Kovacs, T. A. S.; Ribeiro, M. G. (2017). Mitigação dos gases do efeito estufa em bovinos criados a pasto. Revista de Ciência Veterinária e Saúde Pública, 4, 169 – 172.

Dias-Filho, M. B. (2014). Diagnóstico das pastagens no Brasil. Embrapa Amazônia Oriental-Documentos (INFOTECA-E). Belém: Embrapa.

Dias-Filho, M. B. (2017). Degradação de pastagens o que é e como evitar. Brasília: Embrapa.

Eler, M. N.; Millani, T. J. (2007). Métodos de estudos de sustentabilidade aplicados a aquicultura. Revista Brasileira de Zootecnia, 36, 33-44.

Embrapa - Empresa Brasileira De Pesquisa Agropecuária. (2017). Pesca e aquicultura. Disponível em: https://www.embrapa.br/tema-pesca-e-aquicultura/nota-tecnica. Acesso em: 18/04/2020.

FAO - Organización de las Naciones Unidas para la Alimentación y la Agricultura (2018). El estado mundial de la pesca y la acuicultura 2018. Disponível em: http://www.fao.org/3/I9540es/i9540es.pdf. Acesso em: 08/04/2020.

Farto, A. D. T. (2018). Caracterização das ganadarias bravas portuguesas. Dissertação de mestrado, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Ferreira, M. D. P.; Vieira Filho, J. E. R. (2019). Inserção no mercado internacional e a produção de carnes no B rasil. Rio de Janeiro: IPEA.

G1. (2019). Recuperar áreas de pastagem pode reduzir emissões de gases e impactos da pecuária para o clima, diz estudo. Disponível em: https://g1.globo.com/natureza/noticia/2019/09/13/recuperar-areas-de-pastagem-pode-reduzir-emissoes-de-gases-e-impactos-da-pecuaria-para-o-clima-diz-estudo.ghtml. Acesso em: 18/04/2020.

Henry-Silva, G. G.; Camargo, A. F. M. I. (2008). Impacto das atividades de aquicultura e sistemas de tratamento de efluentes com macrófitas aquáticas–relato de caso. Boletim do Instituto de Pesca,34, n. 1, p. 163-173.

Hoga, C. A.; Almeida, F. L.; Reyes, F. G. R. (2018). A review on the use of hormones in fish farming: Analytical methods to determine their residues. CyTA-Journal of Food, 16(1), 679-691.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2009). Censo agropecuário 2006. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/51/agro_2006.pdf. Acesso em: 07/05/2020.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). Produção da Pecuária Municipal 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/84/ppm_2018_v46_br_informativo.pdf. Acesso em: 14/12/2019.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019a). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018 – POF (Dados preliminares). Rio de Janeiro.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019b). Censo agropecuário 2017. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/3096/agro_2017_resultados_definitivos.pdf. Acesso em: 07/05/2020.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2020). Estatísticas sociais – estimativas de população. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao.html. Acesso em: 08/04/2020.

Macedo, M. C. M.; Kicher, A. N.; Zimmer, A. H. (2000). Degradação e alternativas de recuperação e renovação de pastagens. Campo Grande: Embrapa.

Maciel, A. M.; Silva, J. B. G.; Nascimento, A. de M.; Paula, V. R. de.; Otenio, M. H. (2019). Aplicação de biofertilizante de bovinocultura leiteira em um planossolo. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, 12(1), 151-171.

MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2019). Consumo de peixe reduz o risco de morte por doenças do coração. Disponível em: . Acesso em: 28/10/2019.

MPA - Ministério da Pesca e Aquicultura (2015). Plano de Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira – 2015/2020. Disponível em: http://seafoodbrasil.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Plano_de_Desenvolvimento_da_Aquicultura-2015-2020.pdf. Acesso em: 25/10/2019.

Muñoz, A. E. P.; Barroso, R. M.; Mataveli, M. (2016). Licenciamento ambiental e outorga do uso da água–contexto continental e brasileiro. Embrapa Pesca e Aquicultura-Outras publicações técnicas (INFOTECA-E).

Oliveira, P. P. A.; Pedroso, A. F.; Almeida, R. G.; Furlan, S.; Barioni, L. G.; Berndt, A.; Oliveira, P. A.; Higarashi, M.; Moraes, S.; Martorano, L.; Pereira, L. G. R.; Visoli, M.; Fasiabem, M. C. R.; Fernandes, A. H. B. M. (2011, março). Emissão de gases nas atividades pecuárias. Anais do II Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais. - Concórdia: Embrapa Suínos e Aves, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 1.

Oliveira, P. P. A.; Pezzopane, J. R. M.; Méo Filho, P. de.; Berndt, A.; Pedroso, A. de F.; Bernardi, A. C. C. (2017, agosto). Balanço e emissões de gases de efeito estufa em sistemas integrados. Embrapa Pecuária Sudeste-Artigo em anais de congresso (ALICE), Cascavel, PR, Brasil, 23-32.

Oliveira, P.P.A.; Corte, R. R. S; Silva, S. L.; Rodriguez, P. H. M.; Sakamoto, L. S.; Pedroso, A. F.; Tullio, R. R.; Berndt, A. (2018). The effect of grazing system intensification on the growth and meat qualityof beef cattle in the Brazilian Atlantic Forest biome. Meat science, 139, 157-161.

ONU - Organização das Nações Unidas (2018). Consumo de carne é um dos problemas mais urgentes do planeta, alertam empreendedores. Disponível em: https://nacoesunidas.org/consumo-de-carne-e-um-dos-problemas-mais-urgentes-do-planeta-alertam-empreendedores/. Acesso em: 24/09/2019.

PEIXE BR - Associação Brasileira da Piscicultura (2019). Piscicultura brasileira, uma atividade em constante expansão. Disponível em: https://www.peixebr.com.br/Anuario2019/AnuarioPeixeBR2019.pdf. Acesso em: 20/10/2019.

Pires, T. B. (2014). O uso e aptidão das terras agrícolas no Brasil; uma análise comparativa de 1940 a 2006. Dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo, Piracicaba, São Paulo, SP, Brasil.

Rivero, S.; Almeida, O.; Ávila, S.; Oliveira, W. Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia. (2009). Nova economia, 19 (1), 41-66.

Rocha, C. M. C. de.; Resende, E. K. de.; Routledge, E. A. B.; Lundstedt, L. M. (2013). Avanços na pesquisa e no desenvolvimento da aquicultura brasileira. Pesquisa agropecuária brasileira, 48 (8), iv-vi.

Saath, K. C. O; Fachinello, A. L. (2018). Crescimento da demanda mundial de alimentos e restrições do fator terra no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, 56 (2), 195 – 212.

Schuck, C; Ribeiro, R. (2015). Comendo o planeta: impactos ambientais da criação e consumo de animais (3a ed.). São Paulo: Sociedade Vegetariana Brasileira.

Schulter, E. P.; Vieira Filho, J. E. R. (2017). Evolução da piscicultura no brasil: diagnóstico e desenvolvimento da cadeia produtiva de tilápia. Rio de Janeiro: IPEA.

Scremin, A. P.; Kemerich, P. D. C. (2010). Impactos ambientais em propriedade rural de atividade mista. Disciplinarum Scientia| Naturais e Tecnológicas, 11 (1), 126-148.

Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2015). Aquicultura no Brasil série estudos mercadológicos. Disponível em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/4b14e85d5844cc99cb32040a4980779f/$File/5403.pdf. Acesso em: 20/04/2020.

Sidonio, L.; Cavalcanti, I.; Capanema, L.; Morch, R.; Magalhães, G.; Lima, J.; Burns, V.; Alves Junior, A. J.; Mungioli, R. (2012). Panorama da aquicultura no Brasil: desafios e oportunidades - Série Agroindústria. BNDES Setorial, 35, 421– 463.

Silva, N. A. (2007). Caracterização de impactos gerados pela piscicultura na qualidade da água: estudo de caso na bacia do rio Cuiabá/MT. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, Brasil.

Siqueira, T. V. (2018). Aquicultura: a nova fronteira para produção de alimentos de forma sustentável. R. BNDS, 25 (29), 119-170.

Ubiali, D. G.; Weiss, B. A.; Ubiali, B. G.; Colodel, E. M.; Valderrama-Vasquez, C.; Garrido, E. P.; Tortato, F. R.; Hoogesteijn, R. É possível integrar pecuária à conservação da biodiversidade? Estudo de casos de depredação de ovinos por onça-parda (Puma concolor). (2018). Pesquisa Veterinária Brasileira, 38 (12), 2266-2277.

Vaz, F. C.; Giantomaso, P.; Scucato, T. (2015). Um estudo de caso sobre o impacto ambiental da Piscicultura. Disponível em: https://gia.org.br/portal/wp-content/uploads/2013/11/Relatorio-Tecnico.pdf. Acesso em: 20/04/2020.

Vieira Filho, J. E. R. (2016). A fronteira agropecuária brasileira: redistribuição produtiva, efeito poupa-terra e desafios estruturais logísticos. Brasília: IPEA.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Matheus de Jesus Amorim, Marielce de Cássia Ribeiro Tosta

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn