A pandemia da COVID-19 e os reflexos na relação meio ambiente e sociedade

Ligia da Paz de Souza

Resumo


A pandemia da COVID-19 atingiu diretamente o sistema de globalização e mobilização de serviços e pessoas. Alterações no modo de vida e funcionamento da sociedade foram adotadas como tentativas de conter a disseminação do vírus, como o distanciamento, isolamento social e a quarentena, e o bloqueio desse sistema teve suas consequências diretas e indiretas nos diversos setores sociais, como o econômico e o ambiental. Em meio aos dados de redução dos níveis de poluição global observados pela população e em estudos, iniciaram-se questionamentos sobre até onde e quando tais mudanças permanecerão e se provocarão algum resultado permanente nos ecossistemas, além dos momentâneos. No período anterior à pandemia, alertas e evidências do descaso da sociedade com o meio ambiente já eram evidenciados e a pandemia do novo coronavírus se apresentou como um “freio” do modo de vida o qual se era acostumado, provocando uma desorganização global para se criar uma nova organização. A situação oportuna causada pela pandemia do novo coronavírus inevitavelmente mostrou que a sistematização atual e predominante da sociedade é integralizada de falhas sociais, econômicas e ambientais. Dessarte, vê-se o momento como conveniente para uma melhoria e o desenvolvimento de uma nova perspectiva de estruturação, considerando princípios ecológicos e sustentáveis como base e com a participação da população em massa junto ao sistema nessa construção, para que os fundamentos de uma relação equilibrada entre meio ambiente, sociedade e economia sejam de fato respeitados.


Palavras-chave


Coronavírus; Meio Ambiente; Sociedade

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Angela Welters e Junior Garcia – Oeco (2020). Pandemia, Meio Ambiente e a Sociedade. Disponível em: https://www.oeco.org.br/colunas/colunistas-convidados/pandemia-meio-ambiente-e-a-sociedade/ Acesso em: 14/05/2020.

Andersen, K.G., Rambaut, A., Lipkin, W.I. et al (2020). The proximal origin of SARS-CoV-2. Nature Medicine, 26, 450–452.

Braun, Julia – VEJA (2020). Quarentenas e restrições reduzem poluição na Itália, China e em NY. Disponível em: https://veja.abril.com.br/mundo/quarentenas-e-restricoes-reduzem-poluicao-na-italia-china-e-em-ny/. Acesso em: 15/05/2020.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Planalto. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12305.htm. Acesso em: 15/05/2020.

Borges, André – ESTADAO (2020). Lixo hospitalar do coronavírus cresce pelo menos quatro vezes e vira 'bomba-relógio' da doença. Disponível em: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,lixo-hospitalar-do-coronavirus-cresce-pelo-menos-quatro-vezes-e-vira-bomba-relogio-da-doenca,70003283862. Acesso em: 15/05/2020.

ECODEBATE (2020). O crescimento da pandemia de coronavírus e a redução da poluição ambiental, artigo de José Eustáquio Diniz Alves. ISSN 2446-9394. Disponível em: https://www.ecodebate.com.br/2020/03/24/o-crescimento-da-pandemia-de-coronavirus-e-a-reducao-da poluicao-ambiental-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/. Acesso em: 14/05/2020.

Oliveira, Elida e Matos, Thaís – G1 (2020). Alertas de desmatamento na Amazônia crescem 29,9% em março, mostram dados do Inpe. Disponível em: https://g1.globo.com/natureza/noticia/2020/04/10/alertas-de-desmatamento-na-amazonia-crescem-299percent-em-marco-mostram-dados-de-sistema-do-inpe.ghtml. Acesso em: 14/05/2020.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe (2020). Taxas de desmatamento. Disponível em: http://terrabrasilis.dpi.inpe.br/app/dashboard/deforestation/biomes/legal_amazon/rates. Acesso em: 14/05/2020.

Góes, LGB, Zerbinati, RM, Tateno, AF, et al. (2019). Typical epidemiology of respiratory virus infections in a Brazilian slum. J Med Virol. 1– 6.

The Guardian (2020). ‘Nature is taking back Venice’: wildlife returns to tourist-free city. Disponível em: https://www.theguardian.com/environment/2020/mar/20/nature-is-taking-back-venice-wildlife-returns-to-tourist-free-city. Acesso em: 15/05/2020.

De Troi, M. e Quintilio, W. (2020). Coronavírus: lições anti-negacionistas e o futuro do planeta. SciELO em Perspectiva. Disponível em: https://blog.scielo.org/blog/2020/03/31/coronavirus-licoes-anti-negacionistas-e-o-futuro-do-planeta/. Acesso em: 15/05/2020.

UFJF (2020). Pandemia e Meio Ambiente: Impactos momentâneos ou nova normalidade? Disponível em: https://www2.ufjf.br/noticias/2020/04/24/pandemia-e-meio-ambiente-impactos-momentaneos-ou-nova-normalidade/. Acesso em: 14/05/2020.

United Nations Environment Programme (2020). Os coronavírus vieram para ficar?. Disponível em: https://www.unenvironment.org/pt-br/noticias-e-reportagens/reportagem/os-coronavirus-vieram-para-ficar. Acesso em: 15/05/2020.

VIROLOGY: Coronaviruses. Nature. 220, 650 (1968). Disponível em: . Acesso em: 15/05/2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Ligia da Paz de Souza

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn