A elaboração de projetos como metodologia de aprendizagem ativa para o ensino de ecologia na educação profissional técnica

Fabíola da Costa Catombé Dantas, Rafael Melo Torres

Resumo


A elaboração de projetos por meio da experimentação científica no ensino de ecologia é uma metodologia ativa que busca estimular o aprendiz a levantar perguntas, testar hipóteses, delinear pequenos experimentos, aplicar técnicas de amostragens e levantamentos de campo a fim de proporcionar senso crítico e investigativo do meio em sua volta. O objetivo deste trabalho foi apresentar a adoção da elaboração de projetos para o ensino de ecologia na educação profissional técnica de nível médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Campus Garanhuns. Através da realização dos projetos, foi possível contemplar o estudo das interações ecológicas (herbivoria, polinização), estudo de ecologia de populações (densidades populacionais de espécies, abundância de organismos), estudo de ecologia de comunidades (índices de biodiversidade), ecologia de ecossistemas (relação produção primária e ciclos biogeoquímicos através das macrófitas aquáticas) e ecologia humana (relações etnoecológicas em comunidades quilombolas).  A metodologia adotada apresentou boa aceitação e envolvimento por parte dos discentes, que foram protagonistas do processo de ensino-aprendizagem. O ensino da ecologia por meio da elaboração e execução de projetos desenvolvido nesse estudo, possibilitou o trabalho em equipe, a cooperação, a linguagem adequada, a organização de informações, a oratória, a reflexão, a crítica, o incentivo a escrita e a produção científica. Durante a formação profissional técnica, essa metodologia pode, além de facilitar a aprendizagem, contribuir para a formação integral do sujeito, que busca construção crítica e científica nas múltiplas interfaces do conhecimento.

Palavras-chave


metodologias ativas; ecologia; ensino; educação profissional

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Allein, C.M., Sereia, D.A.O. (2019). Metodologias de Ensino para a Disciplina de Ecologia: revisão bibliográfica. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional.14(38), 23-140.

Bozzato, C. V. (2014). Pedagogia de projetos: (Re) significando o ensino de ciências e biologia em uma escola pública estadual. Anais do X ANPED Sul, Florianópolis, SC, Brasil.

BRASIL. Lei nº11.892 de 29 de dezembro de 2008, que institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 30 de dez. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm >. Acessado em abril/2020. 2008.

Buss, C. S., Mackedanz, L.F. (2017). O ensino através de projetos como metodologia ativa de ensino e de aprendizagem. Revista Thema, 15 (3), p. 122-131.

Clement, Luiz., Custódio, J.F., Alves, J.P.A. Potencialidades do Ensino por Investigação para Promoção da Motivação Autônoma na Educação Científica. Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 8(1), 101-129.

Freire, P. Discussões em torno da pós-modernidade. (2001). In: Freire, Ana Maria Araújo (Org.) Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: Unesp.

Gerolin, E. C., Silva, M. B. (2017). Ensino de ecologia por investigação: relações entre práticas epistêmicas e conhecimento disciplinar. Enseñanza de las ciencias, Núm. Extra (2017), 4027-4034.

Haeckel, E. (1869). Uber entwickelungsgang und aufgabe der zoologie. Jenaische Zeitschrift fur Medizin und Naturwissenschaft (5), 353-370.

Motokane, M. T..(2015). Sequências didáticas investigativas e argumentação no ensino de ecologia. Ens. Pesqui. Educ. Ciênc. (Belo Horizonte), 17(n. spe), 115-138.

Odum, E., Barret, G.W. (2007). Fundamentos de Ecologia (5ªed.). São Paulo: Cengage Learning,

Oliveira, A.C., Cóssio, M.F. (2013). O atual cenário da educação profissional no Brasil. Anais do XI Congresso Nacional de Educação. Curitiba, PR, Brasil.

Oliveira, L. C., Ferreira, L.A., Lordeiro, M.A., Guimarães, E.G., Freitas, E.A.S., Werner, E.T. (2016). Atividade de campo e jogo didático no ensino de ecologia para turmas do ensino médio. Revista Univap On-line. 22(40).

Ricklefs, R.E. (2015). A economia da natureza (6ª ed.). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Schoereder, J.H., Ribas, C.R., Campos, R.B.R., Sperber, C.F. (2012). Práticas em Ecologia: incentivando a aprendizagem ativa. Ribeirão Preto: Holos, 128p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Fabíola da Costa Catombé Dantas, Rafael Melo Torres

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn