Análise quali-quantitativa da arborização de um condomínio horizontal na cidade de Corrente - Piauí (Brasil)

Leandra de Souza Lago, Laura da Silva Parlandim, Ludymilla de Oliveira Reis, Bianca Carvalho Pereira, Lizandro Pereira de Abreu

Resumo


Planos de arborização são criados com a finalidade de atender as expectativas dos habitantes que transitam no meio urbano. Na arborização de condomínios, ou de qualquer ambiente, deve-se dar prioridade às espécies nativas do bioma a ser implantando, a fim de colaborar com os fatores bióticos já existentes. Visto isso, o presente trabalho teve como objetivo analisar quantitativa e qualitativamente a arborização implantada em um condomínio horizontal, na cidade de Corrente- PI. Para o presente estudo utilizou-se uma planilha previamente elaborada, onde foram considerados: identificação das espécies, condições fitossanitárias, conflitos com o tráfego de pedestres e veículos, além de afloramento do sistema radicular, dando enfoque à implantação da espécie exótica em relação ao bioma local. Inferiu-se que, o  plano de arborização existente na área de estudo apresenta falhas, tanto no manejo do vegetal, quanto em sua escolha, uma vez que revela ausência de preocupação com a conservação da flora nativa, pois a literatura indica que a única espécie implantada possui efeito alelopático com fauna e flora, atribuindo-se portanto a urgência da implantação de um novo plano contendo vegetais nativos do bioma Cerrado.

 

DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.3524787


Palavras-chave


Espécie exótica. Planejamento urbano. Invasão biológica. Verde viário

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Abreu, L. P.; Souza, N. S.; Mota, L. C. M.; Oliveira, J. R.; Brito, J. S. Arborização urbana x equipamentos urbanos: um estudo de caso da avenida Barão de Gurguéia, Teresina-PI. III Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Anais. Fortaleza, 2008.

Conceição, G. S.; Rodrigues Junior, J. C.; Garros Da Silva, R. A. Azadirachta indica: um estudo acerca dos aspectos riqueza de espécies e abundância relativa no município de Araguatins-TO . 8° JICE – IFTO. Disponível em: http://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/jice/8jice/paper/view/8303/3842.

Dantas, R. C. De O., Bezerra, T. G., & Vieira, T. A. (2018). Arborização urbana com Nim Indiano na cidade de Santarém, Pará, Brasil. Revista Da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana. Curitiba – PR, v.13, n.2, p. 37-46, 2018.

Formagio, A. S. N. et al. Potencial Alelopático de Cinco Espécies de Annonaceae. R. bras. Bioci., Porto Alegre, v. 8, n. 4, p. 349-354, out./dez. 2010.

Gumiero, V.C. Estudo do Efeito de Respostas de Hipersensibilidade do Extrato de Nim (Azadiracta indica) Sobre Cultura de Rubus fruticosus. Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, Programa de Pós-Graduação em Ciências Famacêuticas. Faculdade de Ciências Farmacêuticas (2008). Dissertação de Mestrado.

Köppen, W.; Geiger, R. “Klimate der Erde. Gotha: Verlag Justus Perthes”. Wall-map 150cmx200cm. 1928.

Lazzari, L., Georgin, J., Camponogara, A., Maggioni, J. H., Oliveira, G. A., & Lúcia, A. (2015). Diagnóstico da arborização urbana da rua Arthur Milani na cidade de Frederico. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Santa Maria, v. 19, n. 3, set-dez. 2015, p. 13-24.

Locastro, J. K., Angelis, B. L. D. (2015). Diagnóstico qualiquantitativo da arborização urbana em duas avenidas do município de Maringá – PR. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Santa Maria, v. 19, n. 3, set-dez. 2015, p. 248-255.

M.S.S. (Ed) (2002), O Nim - Azadirachta indica Natureza, Usos Múltiplos, Produção. Publicado pelo IAPAR - Londrina.

Martins, L. F. V. Análise da arborização de acompanhamento viário em uma cidade de pequeno porte: Luiziana, Paraná. 2010. Tese de Doutorado. Dissertação (pós-graduação em engenharia urbana)–Universidade Estadual De Maringá, Maringá-PR.

Mossini, S. A. G; Kemmelmeier, C. A árvore Nim (Azadirachta indica A. Juss): múltiplos usos. Acta Farm. Bonaerense, v. 24, n. 1, p. 139-48, 2005.

Osako, L. K.; Takenaka, E. M. M.; Silva, P. A. Arborização urbana e a importância do planejamento ambiental através de políticas públicas. Revista Científica ANAP Brasil, [S.l.], v. 9, n.14, nov. 2016. ISSN 1984-3240.

Rosa, D. M., Fortes, A. M. T., Palma, D., Marques, D. S., Corsato, J. M., Leszczynski, R., & Mauli, M. M. (2007). Efeito dos extratos de tabaco, Leucena e Sabugueiro sobre a germinação de Panicum maximum Jaqc. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, 5, 444-446., jul. 2007.

Santos, C.S. et al. Análise qquai-quantitativa da arborização urbana do centro da cidade de Sananduva-RS. R. gest. sust. ambient., Florianópolis, v. 7, n. 2, p. 143-158, abr./jun. 2018

São Paulo. Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. Manual técnico de arborização urbana. São Paulo, 2005.

Silva, A. G.; Gonçalves, W.; Leite, H. G.; Santos, E. Comparação de três métodos de obtenção de dados para avaliação quali-quantitativa da arborização viária, em Belo Horizonte-MG. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v.1, n1, 2006, p.31-44.

Silva. F. B. et al. Potencial alelopático de espécies nativas na germinação e crescimento inicial de Lactuca sativa L. (Asteraceae). Acta bot. bras. 20(1): 61-69. 2006.

Viana Da Silva, R., Angelo, D. H., Arruda, A. A., & Da Silva, W. A. (2018). Análise dos principais conflitos e espécies inadequadas presentes na arborização viária na região central do município de Imperatriz (MA). Revista Da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana. Curitiba – PR, v.13, n.2, p. 47-61, 2018.

Ziller, S. R. A Estepe Gramíneo-Lenhosa no segundo planalto do Paraná: diagnóstico ambiental com enfoque à contaminação biológica. 2000. p 268. Tese. (Doutorado em Engenharia Florestal) Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Leandra de Souza Lago, Laura da Silva Parlandim, Ludymilla de Oliveira Reis, Bianca Carvalho Pereira, Lizandro Pereira de Abreu

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn