Diagnóstico agroecológico do Perímetro Irrigado Várzeas de Sousa (PIVAS), no Sertão paraibano (Brasil)

Alexson Vieira Pordeus, José Deomar de Souza Barros

Resumo


A agricultura baseada na lógica da Revolução Verde estimulou a mecanização e a utilização de produtos de forte impacto sobre os recursos naturais, ocasionando a degradação dos mesmos. Diante desse cenário, a Agroecologia surge como um novo paradigma científico com o intuito de estimular a transição de agroecossistemas convencionais para agroecossistemas agroecológicos, através do estudo, projeção e manejo das atividades agropecuárias. Nesse contexto, o estudo desenvolvido objetivou diagnosticar as condições agroecológicas das atividades agropecuárias desenvolvidas pelos pequenos irrigantes no Perímetro Irrigado Várzeas de Sousa, sertão da Paraíba. A pesquisa foi realizada no período de julho de 2016 a agosto de 2017, por meio da aplicação de um formulário junto a 45 pequenos irrigantes. De acordo com a metodologia adotada, as propriedades pesquisadas apresentaram um baixo índice de deterioração agroecológica, sendo o acesso à terra e a água, bem como a adoção de práticas de cunho agroecológico, para o manejo dos mesmos, os principais indicadores que contribuíram para esse resultado. 



DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.3344611


Palavras-chave


Degradação. Recursos naturais. Agroecologia. Atividades agropecuárias.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Abreu, B. S. (2013). Socioeconomia local como índice de felicidade e percepção ambiental: um estudo de caso no Distrito da Ribeira – Cabaceiras (PB). Tese de doutorado, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, PB, Brasil.

Altieri, M. (2012). Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. (3a ed). São Paulo: AS-PTA, 2012.

Araújo, J. T. de. (2015). Pegada hídrica e condições socioeconômicas, tecnológicas e ambientais das comunidades do entorno da área de preservação permanente de São Gonçalo, Sousa-Paraíba. Monografia de graduação, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, PB, Brasil.

Barros, J. D. de S. (2014). Estoques de carbono e nitrogênio em vertissolo e condições socieconômicas e ambientais na Microbacia Hidrográfica do Riacho Val Paraíso (PB). Tese de doutorado, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, PB, Brasil.

Barros, J. D. de S., Chaves, L. H. H., Farias, S. A. R. (2014). Aspectos socioeconômicos na microbacia hidrográfica do Riacho Val –Paraíso – PB – Brasil. REDES – Revista do Desenvolvimento Regional, 19(1), 169-187.

Barros, J. D. de S. & Pordeus, A. V. (2017). Sustentabilidade socioambiental: enfoque nas práticas agrícolas adotadas em comunidades assentadas pelo Projeto de Transposição do Rio São Francisco. Saarbrucken: NEA - Novas Edições Acadêmicas.

Brasileiro, R. S. (2009). Alternativas de desenvolvimento sustentável no semiárido nordestino: da degradação à conservação. Scientia Plena, 5(5), 1-12.

Caporal, F. R. (2009). Agroecologia: uma ciência do campo da complexidade. Brasília.

Fonseca, E. P. & Silva, M. N. S. da. (2009). Análise do desenvolvimento socioeconômico da comunidade rural de Vertente – norte de Minas Gerais. Anais do Encontro Nacional de Geografia Agrária, São Paulo, SP, Brasil, 19.

Guedes, Z. M. & Martins, J. C. de V. (2001). Agroecologia e gênero: uma perspectiva socioambiental no Assentamento Mulunguzinho em Mossorró-RN. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 5(1), 66-76.

Jales, J. V., Portela, S. V. da S., Mera, R. D. M., Alencar Junior, J. S. de & Mayorga, M. I. de O. (2010). Análise de sustentabilidade do Perímetro Irrogado Baixo Aracaú, no estado do Ceará. Anais do Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, Campo Grande, PR, Brasil, 48.

Melo, W. F. de., Schmidt Filho, R., Lira, R. T. M., Novaes, A. M. C. & Carvalho, J. R. M. de. (2012). Uma análise da cadeia de produção agrícola nas Várzeas de Sousa-PB: um estudo com os pequenos produtores. Revista Verde, 7(3), 102-108.

Oliveira, E. da S. (2012). A importância da destinação final das embalagens vazias de agrotóxicos. UNIABEU, 5(11), 123-135.

Oliveira, R. R. de & Barros, J. D. de S., Silva, M. de F. P. da. (2012). Desertificação e degradação ambiental: percepção dos agricultores no município de Cachoeira dos Índios/PB. Polêm!ca, 11(2), 244-251.

Pisani, R. J., Gonçalves, S., Perusi, M. C. & Campos, S. (2011) Diagnóstico socioeconômico e ambiental como ferramenta de planejamento para a agricultura familiar. Estudo de caso: sub-bacia do Rio das Pedras, Itatinga-SP. Caminhos de Geografia, 12(40), 70-79.

Prodonov, C. C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale.

Rocha, J. S. M. da. (1997). Manual de projetos ambientais. Santa Maria: UFSM.

Silva, J. S. (2010). Agroecologia: base estratégica para a segurança alimentar. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 5(1), 01-06.

Silva, F. M. da., Coelho, D. C., Ferreira, P. M. de L., Sousa, E. M. L. de, Azevedo, P. B. de, Almeida, I. P. DE, Maracajá, P. B. & Medeiros, A. C. (2015). Os riscos no uso indiscriminado de agrotóxicos: uma visão bibliográfica. INTESA, 9(1), 77-84.

Silva, B. C. D. da & Costa, A. E. D. V. (2012). Diagnóstico sócio-produtivo dos agricultores familiares cooperados à cooperativa da agricultora familiar do território do recôncavo da Bahia. Magistra, 24(2), 151-159.

Silva Neto, M. F. da. (2013). A problemática da salinização do solo no Perímetro Irrigado de São Gonçalo-PB. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa-PB, 2013.

Silva Neto, M. F., Macedo, M. L. A. de, Andrade, A. R. S. de, Freiras, J. C. de, Pereira, E. R. R. (2012). Análise do perfil agrícola do Perímetro Irrigado de São Gonçalo. Revista Brasileira de Tecnologia Aplicada nas Ciências Agrárias, 5(2), 155-172.

Sousa, V. G. de. (2010). Diagnóstico e prognóstico socioeconômico e ambiental das nascentes do Riacho das Piabas (PB). Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande, PB, Brasil.

Souza, J. L. de & Pereira, V. A. (2011). Importância multifuncional da cobertura morta do solo em canteiros de cenoura no sistema orgânico. Horticultura Brasileira, 29(2), 4214-4222.

Souza, G. A. V. da S., Montenegro, F. T., Oliveira, C. S. J., Nápoles, F. A. de M., Araújo, N. C. & Seabra Filho, G. Q. Diagnóstico socioeconômico e ambiental de agricultores familiares do Sítio Jardim, Areia-PB. Cadernos de Agroecologia, v. 6, n. 2, p. 1-4, dez. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Alexson Vieira Pordeus, José Deomar de Souza Barros

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn