Histórico de projetos sobre Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) no estado de Pernambuco (Brasil)

Josimar Vieira dos Reis

Resumo


Este artigo versa sobre iniciativas de mecanismos de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) no Estado de Pernambuco que aconteceram até ano de 2013. Visto, que na investigação feita através de pesquisa bibliográfica e documental no ano de 2016 sobre PSA no Estado de Pernambuco, apontaram apenas para dois programas executados até aquele momento, que foi o programa Água do Parque, proposta de um projeto de PSA no Parque Estadual Dois Irmãos Recife-PE. É a segunda experiência é o projeto Carbono Vivo que foi desenvolvido nos municípios de Pombos e Vitoria de Santo Antão (PE), no riacho do Natuba na bacia hidrográfica do rio Tapacurá. Sendo assim, trago o relato destas duas experiências de PSA que foram tão enriquecedoras e pioneiras a nível estadual e nacional.

Palavras-chave


Mecanismos; políticas públicas; Serviços ambientais

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Manual Operativo do Programa Produtor de Água. 2. ed.

Brasília: ANA, 2012.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Lições aprendidas na conservação e recuperação da Mata Atlântica: sistematização de desafios e melhores práticas dos projetos-pilotos de Pagamentos por Serviços Ambientais. Brasília: MMA, 2013.

ROJAS, M.; AYLWARD, B. Qué estamos aprendiendo de la experiência com los mercados de servicios ambientalesen Costa Rica? Revisión y crítica de La literatura. 2005. Disponível em:

http://www.iied.org/pubs/pdfs/12534IIED.pdf >. Acesso em: 26 abr. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Josimar Vieira dos Reis

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn