De um conto a um conceito: o jardim do jardineiro Timóteo

Daniel Duarte Pereira, Amanda Lins Braz Baltazar, Lívia Almeida Messias Nogueira Paranaguá, João Vítor de Andrade Borges

Resumo


DOI

Em Paisagismo é comum que existam os modismos nos jardins que podem durar séculos ou décadas. Uma possível derivação dos jardins ingleses foi denominada de Jardim da Vovó. Eram jardins que, à época,  não tendiam pela formalidade ou simetria e que geralmente eram rodeados de árvores frutíferas ou não,  podendo ser implantados nas zonas urbanas ou rural combinando perfeitamente com edificações mais antigas e contendo uma profusão de cores de flores tanto de plantas anuais como perenes. Recentemente este conceito passou a ser reutilizado com maior ênfase o que motivou a uma busca pelas espécies utilizadas no passado e que davam os tons de colorido, texturas e odores. Entretanto, não existem publicações detalhadas à respeito. Porém, verificou-se que no conto O Jardineiro Timóteo, escrito por Monteiro Lobato em 1920,  existiam informações identificadas por uma diversidade de 34 citações de plantas distribuídas em uma diversidade de 18 famílias botânicas, 27 gêneros, 20 espécies identificadas e 12 espécies não identificadas verificou-se que o mesmo apresentou-se como um amplo repositório de informações em razão de estar situado em época do apogeu destes jardins e que algumas espécies citadas como Boca de Leão, Amor Perfeito e Cravina já estão em processo de integração aos jardins e  espécies como Rosa, Hortênsia e Cinerária  têm resistido ao modismo que tem tendido à tropicalidade ao longo de décadas sendo de uso consagrado.

Palavras-Chaves: Jardim da Vovó, Diversidade; Paisagismo


Palavras-chave


Jardim da Vovó, Diversidade; Paisagismo

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


AZEVEDO, S. M. Memória afetiva dos jardins. Patrimônio e Memória, v. 14, n. 1, p. 444, 2018. Disponível em:

http://pem.assis.unesp.br/index.php/pem/article/viewFile/847/1016. Acesso em 13 de set de 2022.

BASTOS, G.C. Monteiro Lobato: perfis e versões. Tese de Doutorado (Doutorado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. 2007. Disponível em: https://livros01.livrosgratis.com.br/cp034476.pdf. Acesso em 25 de nov de 2022.

BRANDÃO, C.A.L. Linguagem e Arquitetura: O Problema do Conceito. 2018. Disponível em: https://arquitechne.com/linguagem-e-arquitetura-o-problema-do-conceito/. Disponível em: Acesso em 13 de set de 2022.

KOSSATZ, L. O.; ADELMANN, L. A Importância de Jardins Verticais para a Educação Ambiental e a Utilização de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc) como Estímulo À Agricultura Urbana. Anais do EVINCI-UniBrasil, v. 5, n. 1, p. 2-2, 2019.Disponível em: http://portaldeperiodicos.unibrasil.com.br/index.php/anaisevinci/article/view/4965. Acesso em 13 de set de 2022.

DE LIRA FILHO, José Augusto et al. Paisagismo: elementos de composição e estética. Aprenda Fácil, 2002. Disponível em: https://www.bibliotecaagptea.org.br/agricultura/paisagismo/livros/PAISAGISMO%20ELEMENTOS%20DE%20COMPOSICAO%20E%20ESTETICA.pdf. Acesso em 25 de nov de 2022.

LOBATO, M. Contos Completos. 1. Ed. São Paulo: Biblioteca Azul. 2014. 577p. Disponível em:

https://www.colegioequipejf.com.br/site/uploads/arquivos_conteudo_aluno/4255/16018717807nAPGY1z.pdf. Acesso em 11 de set de 2022.

MUNIZ, E.M. Implantação de Jardim Sensorial na Escola Municipal de Ensino Fundamental Paulo Freire, no Município De Ilha Solteira – SP. 2022. 35 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2022. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/217110/muniz_em_tcc_ilha.pdf?sequence=7&isAllowed=y. Acesso em 11 de set de 2022.

PATRO, R. 22 Plantas do Jardim da Vovó. 2018. Disponível em: https://www.jardineiro.net/22-plantas-do-jardim-da-vovo.html. Acesso em 13 de set de 2022.

STUMPF, M. Plantas da moda no jardim da minha avó. 2020. Disponível em: https://www.fazfacil.com.br/jardim/plantas-no-jardim-da-minha-avo/. Acesso em 13 de set de 2022.

TERRA, G.C. Os jardins no Brasil no século XIX: Glaziou revisitado. 2 ed. Rio de Janeiro: EBA/ UFRJ, 2000. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/bitstream/11422/6184/1/416325.pdf. Acesso em 25 de nov de 2022.

ZANETTI, D. Paisagismo, qualidade de vida e inovações no setor. 2021. 35 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) – Universidade Federal da Fronteira Sul, Chapecó, 2021. Disponível em: https://rd.uffs.edu.br/bitstream/prefix/4834/1/ZANETTI.pdf. Acesso em 11 de set de 2022.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Daniel Duarte Pereira

Revista Brasileira de Meio Ambiente (Rev. Bras. Meio Ambiente) | ISSN: 2595-4431

CC-BY 4.0 Revista sob Licença Creative Commons
Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn