Estudo da influência de variáveis socioeconômicas em casos confirmados de Zika em Recife, Pernambuco

Taynã Maria Lins, Ana Lúcia Bezerra Candeias

Resumo


Este estudo analisou os casos confirmados de Zika nos anos de 2015 e 2016 para o município de Recife, estado de Pernambuco. Assim como foram analisados os determinantes demográficos e socioeconômicos. Correlacionou-se fatores socioeconômicos com casos de pessoas infectadas pelo o mosquito do Aedes aegypti. Para isso, foram utilizados dados de casos confirmados de Zika Vírus, disponibilizados gratuitamente pelo site da Prefeitura do Recife, e os dados de aglomerados subanormais adquiridos pelo o site do IBGE, pelo o censo de 2010. Depois da análise dos resultados, observou-se que os casos de Zika estão com elevada concentração de casos em áreas consideradas como aglomerados subanormais. Observou-se também que houve uma elevação em números de casos no ano de 2016, em relação ao período anterior, e que no gênero feminino foram registrados mais casos identificados.

 


Palavras-chave


Sensoriamento remoto, Zika, aglomerados subanormais.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ADRIOTTI, L.S.J. Fundamentos de Estatística e Geoestatística. São Leopoldo – RS: Unisinos, 2005.

BRASIl, Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. Programa Nacional de Controle da Dengue – PNCD. Brasília: MS, 2002.

BRASIL, Ministério da Saúde. Levantamento rápido de índices para Aedes Aegypti – LIRAa – Para vigilância entomológica do Aedes Aegypti no Brasil metodologia para avaliação dos índices de Breteau e Predial e tipos de recipientes. 2013.

CARNEIRO, L. I. S.; CANDEIAS, A. L. B. Análise de dados sócio-econômicos e ambientais na cidade do Recife e a dengue no período: 2000 – 2006. III Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação, Recife-PE, p. 01-09, 2010.

CONSOLI, R. A. G. B.; OLIVEIRA, R. L. DE. Principais mosquitos de importância Sanitária no Brasil. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999. 228p.

CLINE, B.L. New eyes for epidemiologists: Aerial photography and other remote sensing techniques. Am. J. Epidemiol. 1970, 92, 85-89.

DEGROOTE, J.; Mercer, DR; Fisher, J.; Sugumaran, R. Investigação Spatiotemporal de populações Adultas de Mosquitos (Diptera: Culicidae) em um Condado de Iowa Oriental, EUA. J. Med. Entomol. 2007 , 44 , 1139-1150.

FLAUZINO, R. F.; SOUZA-SANTOS, R.; OLIVEIRA, R. M. Dengue, geoprocessamento e indicadores socioeconômicos e ambientais: um estudo de revisão. Revista Panamericana de Salud Pública, Washington, v. 25, n. 5, p. 456-461. 2009.

FLAUZINO, R. F.; SOUZA-SANTOS, R.; BARCELLOS,C.; GRACIE, R.; MAGALHÃES, M. A. F.; OLIVEIRA, R. M. Heterogeneidade espacial da dengue em estudos locais, Niterói, RJ. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 43, n. 6, p. 1035-1043, 2009.

FREITAS, M.V.; CABRAL, J. A. Distribuição espacial e determinantes socioeconômicos e demográficos da dengue nos municípios brasileiros. XI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2013.

GODSEY, MS; Blackmore, MS; Panella, NA; Burkhalter, K .; Gottfried, K .; Halsey, LA; Rutledge, R .; Langevin, SA; Gates, R .; Lamonte, KM West Nile epizootiology no sudeste dos Estados Unidos, 2001. Vector-Borne Zoonotic Dis. 2005 , 5 , 82-89.

GOMES, A.F.; NOBRE, A.A.; CRUZ, O.G. Temporal analysis of the relationship between dengue and meteorological variables in the city of Rio de Janeiro, Brasil, 2001-2009. Cadernos de Saúde Pública, 28(11), 2189-2197, 2012.

HARTFIELD, K. A., LANDAU, K.I., and Willem J. D. van Leeuwen. Fusion of High Resolution Aerial Multispectral and LiDAR Data: Land Cover in the Context of Urban Mosquito Habitat. Remote Sens. 2011, 3, 2364-2383; doi:10.3390/rs3112364.7

HERBRETEAU, V.; SALEM, G.; SOURIS, M.; HUGOT, J.-P.; Gonzalez, J.-P. Thirty years of use and improvement of remote sensing, applied to epidemiology: From early promises to lasting frustration. Health Place 2007, 13, 400-403

HUGH - JONES, M. Applications of remote sensing to the identification of the habitats of parasites and disease vectors. Parasitol. Today 1989, 5, 244-251.

LENZI, M. F.; COURA, L. C. Prevenção da dengue: a informação em foco. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 37, n.4, p. 343-350, 2004.

MENDONÇA, F.A; SOUZA, A.V; DUTRA, D. A. Saúde Pública, Urbanização e Dengue no Brasil. Revista Sociedade & Natureza, Uberlândia, 21 (3): 257-269, dez. 2009.

MONDINI, A.; NETO, F. C.; Variáveis socioeconômicas e a transmissão de dengue. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 41, n. 6, p. 923-930, 2007.

OLIVEIRA, E.S. A Ocorrência de Casos de Dengue e Infestação do Aedes (Stegomyia) Aegypti (Linnaeus,1762) Diptera Culicidae em Bairros do município de Assis Chateaubrinad –PR. Revista UNIABEU Belford Roxo V.5 Número 10 maio- agosto 2012.

PAULA, E.V. Evolução espaço-temporal da dengue e variação termopluviométrica no Paraná: uma abordagem geográfica. Revista RA’E GA, 10, 33-48, 2005.

PEREHOUKEI, N. A.; Benaduche, G. M. C. Geografia da saúde e as concepções sobre o território. Revista Gestão & Regionalidade, v. 23, n. 68, set-dez, p. 44, 2007.

PETTA, Reinaldo Antônio; CAMPOS, Thomas Campos; NASCIMENTO, Paulo Sérgio de Rezende. Geoprocessamento e a análise espacial da distribuição da dengue na região da Grande Natal. In: SIMPÓSIO DE GEOLOGIA DO NORDESTE, 22. 2007,Natal. Resumos… Natal: SBGEO; 2007. p.124.

PORTAL ACTION http://www.portalaction.com.br/analise-de-capacidade/431-estimacao-nao-parametrica-de-densidades-metodo-do-nucleo Acesso: 20 de Novembro de 2017.

ROCHLIN, I.; Ninivaggi, D.V.; Hutchinson, M.L.; Farajollahi, A. Climate Change and Range Expansion of the Asian Tiger Mosquito (Aedes albopictus) in Northeastern USA: Implications for Public Health Practitioners. PLoS ONE 2013, 8, e60874.

SALLAM, M. F., FIZER, C., PILANT, A. N. and PAI-YEI WHUNG. Systematic Review: Land Cover, Meteorological, and Socioeconomic Determinants of Aedes Mosquito Habitat for Risk Mapping. Int. J. Environ. Res. Public Health 2017, 14(10), 1230; doi:10.3390/ijerph14101230. Acesso: <15 de Outubro de 2017>.

SAXENA, R.; Nagpal, B.N.; Srivastava, A.; Gupta, S.K.; Dash, A.P. Application of spatial technology in malaria research & control: Some new insights. Indian J. Med. Res. 2009, 130, 125-132.

WHO. World Health Organization. Dengue and severe dengue. Disponível em:

. Acesso em: 24 de Novembro de 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Taynã Maria Lins, Ana Lúcia Bezerra Candeias

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn