A “falsa nutrição” em produtos industrializados na dieta alimentícia das crianças da zona rural e zona urbana

Áurea Nascimento de Siqueira Mesquita, Rita de Cássia da Silva, Raquel Guimarães Cardoso de Aquino, Tamires Liana Oliveira da Silva, André Lourenço dos Santos, Williams Nascimento de Siqueira

Resumo


O Alimento contribui para o desenvolvimento e produz a nutrição deseja para o corpo humano. Na fase de formação do indivíduo, o alimento saudável é a amamentação, extraída do leite produzido pela mulher. Após a fase de amamentação, é introduzida o alimentos, onde a criança aprende sobre alguns tipos importantes de alimentos e seus sabores, nesta fase inicial de introdução é  muito importante que os pais façam com que o consumo de certos alimentos, como frutas, verduras, carboidratos, grãos, cereais e água, seja prazeroso, para alimentação e a formação da criança, a partir do estudo, o objetivo deste trabalho é analisar os hábitos alimentares, comparando crianças de 01 (um) ano a 05 (cinco) anos de idade de áreas rurais e urbanas. Nesse contexto, buscou fundamentação teórica para embasamento do estudo, além da pesquisa qualitativa - quantitativa, por meio de questionários distribuídos aos pais das crianças. Portanto, eles concluem que mesmo as crianças que vivem em áreas rurais com acesso fácil e gratuito a inúmeras frutas e vegetais, muitas têm os mesmos hábitos alimentares que as crianças da cidade, os alimentos industrializados. No entanto, a pesquisa contribuiu para um debate sobre a formação de hábitos alimentares saudáveis visando a qualidade de vida das crianças.

Palavras-chave


Alimentação infantil; Qualidade de vida; Produto industrializado

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ABREU, E.S; et al. Alimentação mundial – uma reflexão sobre a história. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010412902001000200002> Acesso em: 20 set. 2016.

AQUINO. R.C; et al. Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo. 2002. Disponívelem: Acesso em: 02. Set 2016.

BRASIL - GOVERNO FEDERAL MINISTRO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE POLÍTICAS DE FORMAÇÃO, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica. Produção e industrialização de alimentos. Brasília 2008. Disponível em: Acesso em: 01 out. 2016.

FRIZON, J.D. Hábitos alimentares e qualidade de vida: uma discussão sobre a alimentação escolar. 2008. Acesso em: Acesso em: 01 out. 2016.

GARCIA, R.W.D. Notas sobre a origem da culinária: uma abordagem evolutiva. Campinas. Revista Nutrição. PUCCAMP8(2):231-44, 1995.

MENDONÇA, R. T. Nutrição. 1. ed., São Paulo: Manole, 2010.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE POLÍTICAS DE FORMAÇÃO, MATERIAIS DIDÁTICOS E DE TECNOLOGIAS PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA. Produção e industrialização alimentos. Brasília 2009. Acesso em: < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com _docman&view=download&alias=621-producao-e-industrializacao-dealimentos&Itemid=30192> Acesso em: 20 Set. 16.

WOJSLAW, E.B. Tecnologia de Alimentos. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Áurea Nascimento de Siqueira Mesquita, Rita de Cássia da Silva, Raquel Guimarães Cardoso de Aquino, Tamires Liana Oliveira da Silva, André Lourenço dos Santos, Williams Nascimento de Siqueira

ISSN: 2595-4431

 Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn